Sistema de energia sustentável

placas fotovoltaicas4     O Hospital Universitário Clementino Fraga Filho está prestes a inaugurar um novo sistema de energia sustentável baseada na luz solar. Já estão sendo instaladas as placas fotovoltaicas em fachada, na vertical. O sistema é utilizado quando não há área de telhado disponível para a colocação dos painéis de captação. No caso estão sendo fixados na parede lateral do HU, na face que fica de frente para o IPPMG. Bem acima da entrada para os ambulatórios, antigamente conhecida com "Triagem".
O sistema, cujo projeto e instalação fica a cargo da empresa Kyoservice, será capaz de gerar 148,2 MWh (mega-watt/hora) por ano, e irá reduzir bastante o consumo de energia oriunda de fontes trdicionais, gerando ecomomia na parte financeira, e aumentando a eficiência energética como um todo para a unidade.

     Segundo o chefe da Divisão de Engenharia do HU, João Roberto Nunes, o projeto representa uma importante mudança da matriz energética para uma fonte sustentável, que é a energia solar. E destaca ainda um diferencial que será o estudo proporcionado pelo uso dos painéis solares na posição vertical, adequado a locais que não disponham de espaço horizontal, geralmente no topo de edificações. Este estudo está sendo patrocinado pelo Fundo Verde de Desenvolvimento e Energia, instituído por decreto estadual e que atua na UFRJ no campo de projetos de desenvolvimento sustentável na Cidade Universitária. O estudo a partir da instalação no Hospital Clementino Fraga Filho gerará uma base de dados valiosa para possíveis utilizações futuras tanto na cidade Universitária quanto em outros locais públicos ou privados.

placas fotovoltaicas2     De acordo com o coordenador técnico da Fundo Verde, Bruno Allevato, já foram instalados no campus projetos em solo, em cobertura de estacionamento e telhados. A alternativa de captação fotovoltaica é, segundo Allevato, a que melhor se adequa ao perfil da UFRJ, seja pela eficiência ou pela manutenção. Com a instalação do sistema de placas solares a UFRJ prevê se tornar o campus universitário com maior uso de energia solar do Brasil. "A fachada coloca o Hospital do Fundão na vanguarda dos projetos fotovoltaicos e também traz a nossa fundamental atualização e regularização da subestação junto a Light, alem, é claro, da redução no custo da energia para a UFRJ", afirma o diretor substituto da DEG, Renan Lombardo, responsável pelo Serviço de Engenharia Biomédica (SEB) do HUCFF.

     O diretor-geral Marcos Freire destaca: "É possível ter desenvolvimento sem agressão ao meio ambiente por meio de ações sustentáveis e de inovação". O sistema fotovoltaico tem previsão de estar concluído e ter sua operação iniciada ainda em dezembro deste ano.

 

Com contribuição de Aline Guevara, de Canal Solar

Assistência

Atende 42 especialidades médicas e 23 programas em alta complexidade. Possui um Programa de Transplante credenciado no Sistema Nacional de Transplante do Ministério da Saúde, para transplantar rim, fígado, córnea e medula óssea. Tem capacidade instalada atual de 244 leitos, com potencial para até 350 leitos ativos, na dependência do resgate de áreas não utilizadas e investimento em recursos humanos. Realiza por mês cerca de 20 mil consultas ambulatoriais, 450 cirurgias, e 700 internações.

Ensino

Recebe estudantes de graduação das diversas unidades acadêmicas da UFRJ. Por ano, oferece 200 novas vagas para o Programa de Residência Médica e 31 vagas para Residência Multiprofissional em Saúde. Campo de treinamento e formação de 1.795 alunos de graduação e pós-graduação, além de 333 residentes. A Residência Médica do HUCFF é uma das mais procuradas do país. O concurso para 2012 teve 2.230 candidatos inscritos para 206 vagas. Entre os cursos mais procurados estão o de Clínica Médica e Cirurgia Geral.

Pesquisa

O HUCFF abriga importantes laboratórios onde são desenvolvidas produções científicas e publicação de artigos. As recentes conquistas no setor de pesquisa são uma prova de que o hospital tem levado a sério o compromisso de garantir mais qualidade de vida a seus pacientes. É conhecido como um dos principais pólos de produção e disseminação de conhecimento saúde no estado e no país, além de conquistar crescente projeção internacional.