Credenciamento de transplantes

     dsc 8697 olho-aberto-tamanho-siteA diretoria do HU recebeu no início de outubro a visita da coordenadora da Central Nacional de Transplantes, Patrícia Freire. O encontro representa um marco na rotina do Hospital, e foi suscitado pela inscrição no sistema da CNT pleiteando a inclusão do HU no fluxo regular de transplantes da rede do SUS. A visita começou com uma reunião na Diretoria Geral onde estiveram presentes além dos chefes das equipes de transplantes de pulmão e coração, representantes de setores como farmácia, enfermagem, anestesiologia e outros, tendo em vista o grande número de especialidades envolvidas nas diversas fases do complexo processo da trasplantação de órgãos.

     Segundo o coordenador geral de transplantes do HU, Carlos Henrique Boasquevisque, a visita da coordenação nacional vem coroar um anseio que se estende por 13 longos anos - em 2008 o Hospital Clementino Fraga Filho atravessava uma crise muito forte, o que gerou uma interrupção dos transplantes por conta de falta de recursos e condições. Nessa época Boasquevisque era chefe da equipe de transplante pulmonar. O coordenador ainda lembrou que o HU foi a primeira instituição do estado do Rio de Janeiro a realizar um transplante de pulmão, em novembro de 1999. Até agora já foram realizados 27 transplantes pulmonares em 25 pacientes.

     Uma equipe com 33 profissionais vai coordenar todas as etapas necessárias no fluxo de pacientes para transplante, onde já existe uma planilha definida com o passo-a-passo desde o atendimento inicial nos ambulatórios. Fazem parte deste fluxo as seguintes etapas: 1 - Triagem no ambulatório de transplante; 2 - Discussão do caso do paciente em reunião multidisciplinar no auditório da secretaria de cirurgia torácica às quartas-feiras; 3 - Tendo sido decidido em reunião que o paciente é adequado ao transplante será encaminhado ao Hemorio para avaliação técnica; 4 - Tendo passado por essa avaliação, o paciente é colocado na fila estadual de transplante e o HU passa a aguardar o encaminhamento.

     dsc 8737 web-tamanho-site-huO pedido de credenciamento através do sistema nacional de transplantes foi feito pelo HU através da Coordenação Geral de Transplantes (CGT) em meados de agosto, tendo sido uma grata surpresa a visita da coordenadora em tão pouco tempo. Foi solicitado pela coordenadora o envio de todos os dados referentes às demandas de transplantes descritas em forma de fluxos, o que já está sendo providenciado pelas equipes envolvidas. Em seguida à reunião, Patrícia Freire percorreu setores do hospital diretamente envolvidos no processo de transplante, onde pôde constatar o preparo em nível de instalações, material humano e equipamentos.
Foram destacadas por ela as grandes dimensões e o bom nível técnico da CTI do 13° andar, do centro cirúrgico e dos novos ambulatórios do 1° e 2° andares, além das enfermarias do 5° andar.

     No hospital Clementino Fraga Filho são realizados transplantes de medula óssea, córnea - retomados recentemente, conforme noticiado aqui - e de rins. As cirurgias seguem, apesar do volume um pouco reduzido por causa da pandemia, mas mesmo assim foram realizadas em setembro cerca de quinhentas. Além disso, são 1500 tomografias e 480 ressonâncias por mês, além de cerca de 800 consultas/dia.  

/Fotos Marco Aurélio Brandt