Tratamento de sequelas da Covid-19 é multiprofissional

Apesar de sintomas respiratórios serem mais frequentes e acompanhados por pneumologistas, questões motoras também devem ter atenção de outros especialistas.

O processo de recuperação do paciente pós Covid-19 vai além dos testes negativos sobre a presença do vírus no organismo. Cada vez mais são observadas e estudadas sequelas na alta pós-internação, como fraqueza muscular e respiratória, fadiga, alterações de sensibilidade, concentração, dentre outras.

Com a finalidade de oferecer independência física aos acometidos pela Covid, o Serviço de Fisioterapia do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (HUCFF/UFRJ) criou protocolos específicos para treinamento de equilíbrio, força e condicionamento físico geral desses pacientes. Além disso, após a alta, o ambulatório Pós COVID - criado em outubro de 2020 - acolhe estes pacientes que retornam, semanalmente, para dar continuidade ao seu tratamento. Para os pacientes que não podem vir até o HUCFF foi criado um programa de Telereabilitação, onde são supervisionados os exercícios que os pacientes realizam em suas residências. Nestes casos, os pacientes vêm ao hospital uma vez por mês para uma avaliação presencial. O objetivo deste atendimento é a independência funcional e, por isso, o atendimento é multiprofissional com equipe integrada (Fisioterapia e Terapia Ocupacional), o que evita a fragmentação do tratamento.

Ao todo cerca de 90 pacientes já passaram por este Ambulatório (com atendimento de Fisioterapia e Terapia Ocupacional): 29 estão em atendimento atualmente, sendo 5 em atendimento remoto. São dois Fisioterapeutas e dois Terapeutas Ocupacionais atuando diariamente na reabilitação destes pacientes. A equipe conta ainda com o suporte de dois estagiários de terapia ocupacional.

Laboratório AVD (Atividade de Vida Diária) reproduz as dependências de uma casa

O trabalho da terapia ocupacional acontece com enfoque nas atividades cotidianas. Para que isso seja possível, os profissionais fazem uma análise minuciosa de cada atividade, das potencialidades e das dificuldades do paciente. A partir dessa análise, elaboram o treino, a modificação e a adaptação dessas atividades - escovar os dentes, tomar banho, usar o vaso sanitário, alimentar-se, beber água e realizar a higiene pessoal, cozinhar, pegar ônibus, ir ao supermercado, pagar uma conta no banco, comprar os remédios -.

Para facilitar a intervenção e a observação da realização das atividades, a terapia ocupacional do HUCFF utiliza o laboratório de atividades de vida diária (AVD) que reproduz as dependências de uma casa – quarto, banheiro e cozinha - sendo mobiliado com móveis e equipamentos comuns a um domicílio.

O ambulatório pós-Covid acolhe apenas pacientes que tiveram Covid e foram internados no HUCFF. Geralmente os pacientes são informados ainda na internação. Quando recebem alta hospitalar já sabem qual será o dia de retorno para o ambulatório. Os dados das avaliações são documentados para acompanhamento da evolução dos pacientes, mas também poderão ser utilizados para pesquisa no futuro.

amb poscovid 2amb poscovid

Assistência

Atende 42 especialidades médicas e 23 programas em alta complexidade. Possui um Programa de Transplante credenciado no Sistema Nacional de Transplante do Ministério da Saúde, para transplantar rim, fígado, córnea e medula óssea. Tem capacidade instalada atual de 244 leitos, com potencial para até 350 leitos ativos, na dependência do resgate de áreas não utilizadas e investimento em recursos humanos. Realiza por mês cerca de 20 mil consultas ambulatoriais, 450 cirurgias, e 700 internações.

Ensino

Recebe estudantes de graduação das diversas unidades acadêmicas da UFRJ. Por ano, oferece 200 novas vagas para o Programa de Residência Médica e 31 vagas para Residência Multiprofissional em Saúde. Campo de treinamento e formação de 1.795 alunos de graduação e pós-graduação, além de 333 residentes. A Residência Médica do HUCFF é uma das mais procuradas do país. O concurso para 2012 teve 2.230 candidatos inscritos para 206 vagas. Entre os cursos mais procurados estão o de Clínica Médica e Cirurgia Geral.

Pesquisa

O HUCFF abriga importantes laboratórios onde são desenvolvidas produções científicas e publicação de artigos. As recentes conquistas no setor de pesquisa são uma prova de que o hospital tem levado a sério o compromisso de garantir mais qualidade de vida a seus pacientes. É conhecido como um dos principais pólos de produção e disseminação de conhecimento saúde no estado e no país, além de conquistar crescente projeção internacional.