Dados em tempo real

Power bi

O Serviço de Epidemiologia e Avaliação (SEAV) do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (HUCFF/UFRJ) integra uma rede nacional de monitoramento das doenças e agravos que põem em risco a população humana e é responsável pelos indicadores hospitalares de desempenho. Em parceria com a Coordenação de Informática e Rede (CIR), o SEAV participa do Laboratório de Informação para Gestão Hospitalar (LaBIGh), ambiente físico e virtual de atuação multidisciplinar orientado à resolução de problemas relacionados à análise de dados. Por meio dessa parceria, foi desenvolvido um painel de indicadores (dashboard) em Power BI®, uma ferramenta de modelagem de dados multidimensionais (cubo de dados) e seus componentes (Business Intelligence - BI), para o monitoramento dos casos atendidos pelo HUCFF durante a pandemia por doença provocada pelo novo Coronavírus (COVID-19).

O dashboard é atualizado automaticamente - a cada três horas - por meio de ferramentas digitais de automação (algoritmo de repetição, ou Bot, e um gateway) desenvolvidos e configurados pela equipe de Tecnologia da Informação (TI) da CIR. A fonte de dados do dashboard é o sistema de informação para vigilância epidemiológica do COVID-19 (VisualizaCOVID-19), também desenvolvido pela equipe CIR, que permite a sinalização dos casos suspeitos de COVID-19 no prontuário eletrônico (ProntHU), a notificação ao Sistema Nacional de Vigilância Epidemiológica (SVS-SUS) e o monitoramento desses casos até a alta hospitalar.

Power biAberto ao público, o acesso ao dashboard permite acompanhar o número de casos confirmados, suspeitos e descartados e a quantidade de altas ou óbitos. Os interessados podem ainda verificar as
ocorrências por gênero, faixa etária e local de residência destes pacientes. Além disso, é possível calcular as taxas de mortalidade hospitalar (TMH) e institucional (TMI). É uma ferramenta dinâmica, que permite a interação do leitor por meio de filtros de seleção contidos em cada gráfico.

A rápida propagação da COVID-19 no Brasil exige da vigilância epidemiológica mecanismos que garantam informação em tempo oportuno, para subsidiar a tomada de decisão nos diferentes níveis de gestão. No caso do HUCFF, o uso de tecnologia digital e de informação tem permitido o acompanhamento em tempo real das informações sobre os atendimentos aos pacientes suspeitos ou confirmados com COVID-19 na unidade, fornecendo subsídios para o planejamento das ações na instituição.

Veja a localização do painel no site do HUCFF

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Assistência

Atende 42 especialidades médicas e 23 programas em alta complexidade. Possui um Programa de Transplante credenciado no Sistema Nacional de Transplante do Ministério da Saúde, para transplantar rim, fígado, córnea e medula óssea. Tem capacidade instalada atual de 244 leitos, com potencial para até 350 leitos ativos, na dependência do resgate de áreas não utilizadas e investimento em recursos humanos. Realiza por mês cerca de 20 mil consultas ambulatoriais, 450 cirurgias, e 700 internações.

Ensino

Recebe estudantes de graduação das diversas unidades acadêmicas da UFRJ. Por ano, oferece 200 novas vagas para o Programa de Residência Médica e 31 vagas para Residência Multiprofissional em Saúde. Campo de treinamento e formação de 1.795 alunos de graduação e pós-graduação, além de 333 residentes. A Residência Médica do HUCFF é uma das mais procuradas do país. O concurso para 2012 teve 2.230 candidatos inscritos para 206 vagas. Entre os cursos mais procurados estão o de Clínica Médica e Cirurgia Geral.

Pesquisa

O HUCFF abriga importantes laboratórios onde são desenvolvidas produções científicas e publicação de artigos. As recentes conquistas no setor de pesquisa são uma prova de que o hospital tem levado a sério o compromisso de garantir mais qualidade de vida a seus pacientes. É conhecido como um dos principais pólos de produção e disseminação de conhecimento saúde no estado e no país, além de conquistar crescente projeção internacional.