Combate ao fumo: Enfrente os sintomas da abstinência do tabagismo

2018.08.29 combatefumoInsônia, fome, ansiedade, dor de cabeça, irritabilidade são alguns dos sinais que quem parou de fumar apresenta. Após anos/décadas fumando, o organismo ressente-se da retirada da nicotina e outros "aditivos" do fumo. Tenha paciência. Tudo ficará bem e você será recompensado com uma vida mais saudável.
Os sintomas da síndrome de abstinência são passageiros, porém os ganhos serão definitivos! A síndrome costuma durar de alguns dias a 2-4 semanas e, significa na maioria dos casos, o retorno do organismo a um funcionamento dentro dos padrões normais de metabolismo. Ou seja, significa um estágio necessário para a sua plena recuperação.
Enfrente com a mesma fibra, coragem e determinação que você teve para deixar de fumar. Resista, não volte a fumar, se os sintomas se tornarem insuportáveis, entre em contato conosco. Abstinência não é doença, fumar sim! E você não está sozinho(a) nesta empreitada.
As inscrições dos grupos de tratamento no Núcleo de Estudos e Tratamento do Tabagismo - NETT, localizado no 3º andar do HUCFF (sala 3F92) estão abertas até a primeira semana de outubro. Outras informações: 3938-2195
O tratamento é realizado em 70 municípios do estado do RJ e somente na capital, Rio de Janeiro, há 230 locais que oferecem o tratamento, conforme a relação que pode ser consultada aqui

 

Sintoma

Dicas

Fissura: forte desejo de fumar

Respirações profundas, técnicas de relaxamento, beber água ou sucos naturais em abundância. Amparar-se na sua motivação por uma vida melhor. Saber que passa logo (2 minutos cessa).

Insônia

Evitar café, chás fortes ou bebidas com cafeína. Fazer exercícios de relaxamento. Higiene do sono.

Dor de cabeça

Ducha ou banho temperado. Técnicas de relaxamento. Ouvir música relaxante.

Prisão de ventre

Dieta rica em fibras. Líquidos abundantes. Mamão. Ameixas pretas. Caminhar pela manhã, após o desjejum.

Fome

Preferir frutas e verduras. Ingerir água ou sucos naturais em abundância.

Dificuldade de               concentração

Evitar bebidas alcoólicas. Aceitar um menor rendimento durante 1-2 semanas (estado de transição).

Nervosismo

Exercícios respiratórios. Banho. Evitar bebidas excitantes ou situações conflitantes.

Irritabilidade

Exercícios respiratórios. Banho. Relaxamento. Caminhar.

Disforia - mal-estar provocado pela ansiedade

Buscar apoio em pessoas que estão na mesma situação ou com experiência prévia similar.

Ansiedade

Manter-se ocupado. Desenvolver alguns "hobbys". Aumentar a vida social. Ligar para amigos. Caminhar.

Astenia

Aumentar as horas de sono.

Este Guia é parte das orientações para o tratamento de fumante do NETT-IDT/UFRJ, elaborado pelo Dr. Alberto Araújo.

Este Guia é parte das orientações para o tratamento de fumante do NETT-IDT/UFRJ, elaborado pelo Dr. Alberto Araújo. E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.