Série: 10 passos para uma alimentação (mais) saudável

siteO Guia alimentar para a população Brasileira faz parte de uma iniciativa do Ministério da Saúde para incentivo de prática alimentares saudáveis - tanto individuais quanto coletivas - e que resultem na prevenção de doenças crônicas. O documento foi lançado em 2006 e teve sua segunda edição publicada  em 2014. As recomendações deste guia são apresentadas de forma resumida em 10 passos para uma alimentação saudável que serão apresentados, semanalmente, pelo Serviço de Nutrição do HUCFF todas as sextas na nossa página do Facebook. Acompanhem!

2018.06.29 Série Serviço de NutriçãoOs alimentos in natura são aqueles que, como o próprio nome indica, são consumidos na forma em que se encontram na natureza, sem ter sofrido nenhuma alteração. Já os minimamente processados são os alimentos in natura, que antes da sua aquisição foram submetidos a alterações mínimas como por
exemplo o trigo, milho e cereais em grãos.Estes alimentos devem ser a base ideal para uma alimentação nutricionalmente completa. São eles: grãos, raízes, tubérculos, farinhas, legumes, verduras, frutas, castanhas, leite, ovos e carnes, contemplando uma variedade dentro de cada tipo : feijão, arroz, milho, batata, mandioca, tomate, abóbora, laranja, banana, frango, peixes etc.O consumo diário e variado destes alimentos é primordial para atingirmos nossas necessidades diárias de nutrientes.No nosso dia a dia, é fácil abrir mão dos alimentos in natura ou minimamente processados, e recorrer a praticidade dos alimentos industrializados, com inúmeros aditivos e conservantes prejudiciais à saúde. A dica é: descasque mais e desembrulhe menos. Sua saúde agradece.
nutri 2Consumidos em excesso, esses alimentos podem ser prejudiciais à saúde. No entanto, se usados em pequenas quantidades como tempero ou para cozinhar alimentos in natura ou minimamente processados conferem sabor à comida. O Guia reforça a importância da elaboração de preparações culinárias, o que apresenta qualidade nutricional bem superior aos alimentos comprados prontos como os processados (legumes em conservas por exemplo) e ultraprocessados (embutidos e biscoitos, dentre outros). Dica: Prepare mais, desembale menos!
2018.07.13 Série Serviço de NutriçãoOs alimentos ditos processados são versões modificadas do alimento original.  O objetivo principal do processamento é aumentar o “tempo de prateleira” dos alimentos in natura ou minimamente processados. São considerados alimentos processados: alimentos em conservas, frutas em compotas, extrato de tomate, carnes adicionadas de sal, peixes conservados em sal ou óleo, queijos feitos de leite e sal (e micro-organismos usados para fermentar o leite) e pães feitos de farinha de trigo, água e sal (e leveduras usadas para fermentar a farinha).  Deve-se ressaltar que qualquer processamento que vise aumentar a “ duração” de tais alimentos, é feito por meio da adição de sal ou açúcar em quantidades elevadas, de modo a alterar a composição nutricional dos alimentos. A leitura dos rótulos dos alimentos pode ajudar a escolher aqueles com menor teor de sal ( sódio) ou açúcar.  Os alimentos processados podem ser consumidos em pequenas quantidades como ingredientes de preparações culinárias ou como parte de uma refeição que já contenha alimentos in natura ou minimamente processados. No entanto, o consumo de alimentos processados para substituir uma refeição,  sozinhos  ou combinados a outros alimentos processados ou ultraprocessados não é recomendado.
   

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Assistência

Atende 42 especialidades médicas e 23 programas em alta complexidade. Possui um Programa de Transplante credenciado no Sistema Nacional de Transplante do Ministério da Saúde, para transplantar rim, fígado, córnea e medula óssea. Tem capacidade instalada atual de 250 leitos, com potencial para até 450 leitos ativos, na dependência do resgate de áreas não utilizadas e investimento em recursos humanos. Realiza por mês cerca de 20 mil consultas ambulatoriais, 450 cirurgias, e 700 internações.

Ensino

Recebe estudantes de graduação das diversas unidades acadêmicas da UFRJ. Por ano, oferece 200 novas vagas para o Programa de Residência Médica e 31 vagas para Residência Multiprofissional em Saúde. Campo de treinamento e formação de 1.795 alunos de graduação e pós-graduação, além de 333 residentes. A Residência Médica do HUCFF é uma das mais procuradas do país. O concurso para 2012 teve 2.230 candidatos inscritos para 206 vagas. Entre os cursos mais procurados estão o de Clínica Médica e Cirurgia Geral.

Pesquisa

O HUCFF abriga importantes laboratórios onde são desenvolvidas produções científicas e publicação de artigos. As recentes conquistas no setor de pesquisa são uma prova de que o hospital tem levado a sério o compromisso de garantir mais qualidade de vida a seus pacientes. É conhecido como um dos principais pólos de produção e disseminação de conhecimento saúde no estado e no país, além de conquistar crescente projeção internacional.