Serviço de fisioterapia elabora rotina para o CTI e melhora atendimento

IMG-20170816-WA0004Após um tempo internado, alguns pacientes podem ter dificuldade de locomoção. Isso porque a imobilização prolongada pode acarretar em perda da força da musculatura que irá acompanhar o indivíduo mesmo após a sua alta. Para minimizar esses efeitos no CTI geral do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (HUCFF), o serviço de Fisioterapia elaborou uma rotina de atividades para os pacientes.

Segundo a chefe do serviço, Renata Guimarães, esse tipo de trabalho contribui para a melhora do funcionamento do sistema cardiovascular, evita fraqueza muscular e úlceras por pressão, além de reduzir o tempo de internação e melhorar o aspecto emocional do paciente. “Já tínhamos plantonistas no CTI, mas agora, com a implantação das rotinas, vamos melhorar a qualidade do atendimento prestado aos usuários”, conta ela, lembrando que todos os profissionais que atuam no setor têm experiência em CTI.

Entre eles está Rafael Santiago Floriano, que reforça a importância da continuidade do trabalho com a criação das rotinas e da importância do trabalho desenvolvido pela fisioterapia. “Todos os pacientes são atendidos de acordo com as suas necessidades. Nosso objetivo é oferecer um tratamento múltiplo. Trabalhamos não só a musculatura periférica e respiratória, mas também a parte cognitiva do paciente. Alguns não podem ser locomover, então focamos o trabalho respiratório e a parte articular. Outros conseguem caminhar, nesses casos, sair do leito também tem um importante aspecto motivacional no paciente”, resume. Ainda de acordo com o fisioterapeuta, a elaboração dessas rotinas também permitirá a criação de trabalhos científicos orientados para a prática que está sendo desenvolvida.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Assistência

Atende 42 especialidades médicas e 23 programas em alta complexidade. Possui um Programa de Transplante credenciado no Sistema Nacional de Transplante do Ministério da Saúde, para transplantar rim, fígado, córnea e medula óssea. Tem capacidade instalada atual de 250 leitos, com potencial para até 450 leitos ativos, na dependência do resgate de áreas não utilizadas e investimento em recursos humanos. Realiza por mês cerca de 20 mil consultas ambulatoriais, 450 cirurgias, e 700 internações.

Ensino

Recebe estudantes de graduação das diversas unidades acadêmicas da UFRJ. Por ano, oferece 200 novas vagas para o Programa de Residência Médica e 31 vagas para Residência Multiprofissional em Saúde. Campo de treinamento e formação de 1.795 alunos de graduação e pós-graduação, além de 333 residentes. A Residência Médica do HUCFF é uma das mais procuradas do país. O concurso para 2012 teve 2.230 candidatos inscritos para 206 vagas. Entre os cursos mais procurados estão o de Clínica Médica e Cirurgia Geral.

Pesquisa

O HUCFF abriga importantes laboratórios onde são desenvolvidas produções científicas e publicação de artigos. As recentes conquistas no setor de pesquisa são uma prova de que o hospital tem levado a sério o compromisso de garantir mais qualidade de vida a seus pacientes. É conhecido como um dos principais pólos de produção e disseminação de conhecimento saúde no estado e no país, além de conquistar crescente projeção internacional.