Grupo do HUCFF discute tratamento da hanseníase em Brasília

hanseniase-brasil-livre-evento-padronizacao2Profissionais do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (HUCFF) participaram do treinamento para a execução do “Projeto Abordagens Inovadoras para intensificar esforços para um Brasil livre da Hanseníase”, desenvolvido pelo Ministério da Saúde em parceria com a Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS). O evento aconteceu em Brasília, nos dias 10 e 11 de agosto, e reuniu os maiores profissionais da área do país. O objetivo do projeto é reduzir a doença em 20 municípios de seis estados endêmicos em número de casos da doença.

Entre as pessoas que participaram do evento está a assistente social Elen Regina de Oliveira. Para ela, é um reconhecimento e uma honra participar desse grupo. “Será possível contribuir para identificar a demanda oculta de pessoas acometidas pela hanseníase, descobrindo precocemente novos caos, levando conhecimento adequado sobre tratamento e cura da doença para a população”, explicou.

O grupo que participou da reunião em Brasília é integrante da linha de pesquisa “Evidência clínica e organizacional, modelos assistenciais, educacionais e avaliação da qualidade em atenção primária à saúde”. O evento é ainda parte dos requisitos necessários para a obtenção do título de Mestre em Ciências, do Programa de pós-graduação da Clínica Médica da Faculdade de Medicina da UFRJ, coordenada pela professora Maria Kátia Gomes. Participaram os residentes Ana Paula Frade, Bruna Melhoranse e Eduardo Falcão, o mestrando Igor Balassiano, a assistente social Elen Regina de Oliveira e as fisioterapeutas Silvana Miranda, Maria Kennedy e Catarina Mabel Moreira.

Crédito da foto: Organização Pan-Americana de Saúde

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Assistência

Atende 42 especialidades médicas e 23 programas em alta complexidade. Possui um Programa de Transplante credenciado no Sistema Nacional de Transplante do Ministério da Saúde, para transplantar rim, fígado, córnea e medula óssea. Tem capacidade instalada atual de 250 leitos, com potencial para até 450 leitos ativos, na dependência do resgate de áreas não utilizadas e investimento em recursos humanos. Realiza por mês cerca de 20 mil consultas ambulatoriais, 450 cirurgias, e 700 internações.

Ensino

Recebe estudantes de graduação das diversas unidades acadêmicas da UFRJ. Por ano, oferece 200 novas vagas para o Programa de Residência Médica e 31 vagas para Residência Multiprofissional em Saúde. Campo de treinamento e formação de 1.795 alunos de graduação e pós-graduação, além de 333 residentes. A Residência Médica do HUCFF é uma das mais procuradas do país. O concurso para 2012 teve 2.230 candidatos inscritos para 206 vagas. Entre os cursos mais procurados estão o de Clínica Médica e Cirurgia Geral.

Pesquisa

O HUCFF abriga importantes laboratórios onde são desenvolvidas produções científicas e publicação de artigos. As recentes conquistas no setor de pesquisa são uma prova de que o hospital tem levado a sério o compromisso de garantir mais qualidade de vida a seus pacientes. É conhecido como um dos principais pólos de produção e disseminação de conhecimento saúde no estado e no país, além de conquistar crescente projeção internacional.