HUCFF: gestão reduz gastos, mas investimentos ainda são menores que de outros hospitais

Para melhorar o HUCFF, a atual gestão focou intensamente na redução das compras emergenciais (ou seja, sem licitação). Assim, a Direção Geral priorizou a realização das licitações por meio do agrupamento de itens, realizando pregões com uma média de 30 itens por processo em 2016, totalizando a compra de mais de dois mil itens em 2016. Relevante dizer que não houve redução das atividades. Ao contrário, o HUCFF reduziu custos com o aumento de leitos. Os dados referentes à redução de gastos podem ser analisados na tabela abaixo:

DETALHAMENTO DA EXECUÇÃO FINANCEIRA

 Figura 1: Detalhamento da execução financeira do HUCFF

 

Mesmo com essa redução, o HUCFF sofre com a falta de repasses. Um levantamento feito pela atual gestão mostra que a instituição é uma das que menos recebe não apenas dentro da UFRJ, mas também considerando demais hospitais universitários federais e hospitais do Ministério da Saúde do estado do Rio de Janeiro. Os dados abaixo ilustram essa situação.

1. Discrepância entre os créditos orçamentários e financeiros recebidos pelo HUCFF em relação às outras unidades hospitalares da UFRJ e dos outros hospitais universitários do país

Apesar de ser a maior unidade hospitalar da UFRJ e ter sido implodida em 2010, o que justificaria um aporte maior de recursos, o HUCFF tem sido uma das unidades que menos recebe créditos orçamentários e financeiros entre as unidades hospitalares da universidade. Considerando que o HUCFF é um hospital de alta complexidade, e a unidade com maior número de leitos e circulação de alunos, esses valores estão aquém de suas necessidades. O consolidado dos créditos orçamentários recebidos descritos logo abaixo indica o total das recursos do REHUF recebidos no exercício de 2016 divididos pelo número de leitos de cada unidade da UFRJ. No total, foram cinco portarias rubricadas para cada unidade hospitalar. O consolidado desses valores está no gráfico abaixo:

portarias rehuf

Figura 2: Distribuição de Créditos Orçamentário REHUF – 2016

 

A metodologia de descentralização dos créditos orçamentários pelo REHUF foi definida há 10 anos pelo antigo Complexo Hospitalar da UFRJ. Entretanto, em um dos recursos do REHUF de 2016, enviados à UFRJ, em que a distribuição dos valores foi uma decisão interna da UFRJ, o HUCFF ainda saiu prejudicado na distribuição quando comparado por número de leitos. Veja o gráfico abaixo.

 Consuni 11Mai2017

Figura 3: Distribuição de Créditos Orçamentários REHUF - 2016 

 

2. Comparação de gastos de outros hospitais universitários federais
Pelo gráfico abaixo é possível observar que o HUCFF recebe menos também em relação a outros hospitais universitários federais: mesmo comparado às instituições que não atendem alta complexidade (caso do HUCFF), e, portanto, geram menos despesas dos que o que possuem alta complexidade, os valores do Hospital do Fundão figuram entre os mais baixos sem que exista motivação concreta para tal disparidade. Os gráficos abaixo, com os gastos de 2015 e 2016 mostram a diferença de valores.

Gastos HUs federais 2015

Figura 4: Gastos realizados nos Hospitais Universitários 2015

 

Gastos HUs federais 2016

Figura 5: Gastos realizados nos Hospitais Universitários 2016

 


4. Comparação de gastos com hospitais federais do Ministério da Saúde na cidade do Rio de Janeiro
Cabe ressaltar também a diferença em relação aos valores da execução orçamentária dos hospitais do Ministério da Saúde em comparação com o HUCFF. Nesse sentido, cabe destacar que esses hospitais, geralmente, não têm alunos de graduação, o que encarece os custos e demanda de um maior número de profissionais. O HUCFF recebe alunos de todas as áreas da saúde, como medicina, enfermagem, farmácia, fisioterapia, terapia ocupacional, fonoaudiologia e nutrição. Os gráficos abaixo mostram a diferença desses valores. Importante frisar que esses números não contabilizam pagamento da folha de pessoal.

Gastos MS X HUCFF 2014

Figura 6: Gastos nos Hospitais do Ministério da Saúde x HUCFF - 2014

 

Gastos MS X HUCFF 2015

Figura 7: Gastos nos Hospitais do Ministério da Saúde x HUCFF - 2015

 

Gastos MS X HUCFF 2016

Figura 8: Gastos nos Hospitais do Ministério da Saúde x HUCFF - 2016

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Assistência

Atende 42 especialidades médicas e 23 programas em alta complexidade. Possui um Programa de Transplante credenciado no Sistema Nacional de Transplante do Ministério da Saúde, para transplantar rim, fígado, córnea e medula óssea. Tem capacidade instalada atual de 250 leitos, com potencial para até 450 leitos ativos, na dependência do resgate de áreas não utilizadas e investimento em recursos humanos. Realiza por mês cerca de 20 mil consultas ambulatoriais, 450 cirurgias, e 700 internações.

Ensino

Recebe estudantes de graduação das diversas unidades acadêmicas da UFRJ. Por ano, oferece 200 novas vagas para o Programa de Residência Médica e 31 vagas para Residência Multiprofissional em Saúde. Campo de treinamento e formação de 1.795 alunos de graduação e pós-graduação, além de 333 residentes. A Residência Médica do HUCFF é uma das mais procuradas do país. O concurso para 2012 teve 2.230 candidatos inscritos para 206 vagas. Entre os cursos mais procurados estão o de Clínica Médica e Cirurgia Geral.

Pesquisa

O HUCFF abriga importantes laboratórios onde são desenvolvidas produções científicas e publicação de artigos. As recentes conquistas no setor de pesquisa são uma prova de que o hospital tem levado a sério o compromisso de garantir mais qualidade de vida a seus pacientes. É conhecido como um dos principais pólos de produção e disseminação de conhecimento saúde no estado e no país, além de conquistar crescente projeção internacional.