HUCFF discute febre amarela

reduzida DIPNo último dia 23 de março, o Serviço de Infecto-Parasitárias (DIP) do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho realizou um debate sobre febre amarela com os médicos Alexandre Otávio Chieppe, da secretaria estadual de saúde, Alberto Chebabo, do Serviço de DIP do HUCFF, e Marta Cavalcanti, chefe do Serviço de DIP do HUCFF. O evento aconteceu no auditório Alice Rosa, que estava lotado.

Alexandre Chieppe começou explicando o trabalho da Secretaria de Saúde e também lembrou que a vacina pode ter eventos adversos. “Mudamos a definição de caso suspeito proposto pelo Ministério da Saúde, o que deixou o sistema mais sensível para captar precocemente os casos de febre amarela. Obviamente, tivemos muitos casos notificados, mas descartamos a maioria deles, que acabaram sendo confirmados como leptospirose”, explicou.

Alberto Chebabo falou sobre os eventos colaterais que podem ser ocasionados pela vacina e dos grupos que não devem tomar a dose, e apresentou um panorama dos sintomas, riscos e quadro clínico do paciente, exemplificando esse grupo. Por fim, a chefe do serviço de DIP, Marta Cavalcanti, falou sobre o fluxo de atendimento e manejo clínico no HUCFF.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Assistência

Atende 42 especialidades médicas e 23 programas em alta complexidade. Possui um Programa de Transplante credenciado no Sistema Nacional de Transplante do Ministério da Saúde, para transplantar rim, fígado, córnea e medula óssea. Tem capacidade instalada atual de 250 leitos, com potencial para até 450 leitos ativos, na dependência do resgate de áreas não utilizadas e investimento em recursos humanos. Realiza por mês cerca de 20 mil consultas ambulatoriais, 450 cirurgias, e 700 internações.

Ensino

Recebe estudantes de graduação das diversas unidades acadêmicas da UFRJ. Por ano, oferece 200 novas vagas para o Programa de Residência Médica e 31 vagas para Residência Multiprofissional em Saúde. Campo de treinamento e formação de 1.795 alunos de graduação e pós-graduação, além de 333 residentes. A Residência Médica do HUCFF é uma das mais procuradas do país. O concurso para 2012 teve 2.230 candidatos inscritos para 206 vagas. Entre os cursos mais procurados estão o de Clínica Médica e Cirurgia Geral.

Pesquisa

O HUCFF abriga importantes laboratórios onde são desenvolvidas produções científicas e publicação de artigos. As recentes conquistas no setor de pesquisa são uma prova de que o hospital tem levado a sério o compromisso de garantir mais qualidade de vida a seus pacientes. É conhecido como um dos principais pólos de produção e disseminação de conhecimento saúde no estado e no país, além de conquistar crescente projeção internacional.