Dia Nacional de Combate ao Câncer de Pele

O dia 29 de novembro é o Dia de Mobilização Nacional no Combate ao Câncer de Pele. Pesquisas realizadas recentemente revelam que este tipo de câncer é o mais frequente entre a população brasileira e corresponde a cerca de 25% de todos os tumores malignos registrados no país.
De acordo com o oncologista do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (HUCFF), dr. Carlos Eduardo Nogueira, o câncer de pele é uma doença que ocorre por conta do desenvolvimento anormal das células da pele, que se multiplicam até formarem um tumor maligno. Além disso, a enfermidade que tem cura em caso de diagnóstico precoce tem como principal fator de risco a exposição aos raios ultravioletas. Por esse motivo, a data serve como uma conscientização sobre a importância do uso do protetor solar diariamente e a realização de exames caso apareçam manchas, feridas ou sinais pelo corpo.

Tipos de Câncer de Pele
Os tipos de câncer de pele mais comuns são o basocelular, o espinocelular e o melanoma. Os dois primeiros casos possuem bom prognóstico.

Tratamento
O tratamento da doença é cirúrgico, sem necessidade de quimioterapia ou radioterapia. O melanoma é muito mais complicado e requer a atuação de cirurgião experiente com esse tipo de doença porque a técnica cirúrgica a ser empregada é mais sofisticada.

Prevenção
A melhor maneira de prevenir o câncer de pele é evitar a exposição solar sem proteção, ou seja, ''filtro solar''. Além disso, a população deve se atentar para o fato de que a proteção deve ser iniciada e reforçada ainda na infância, pois é neste período que a exposição solar torna-se um fator de risco para o melanoma, sobretudo em pessoas de pele muito clara.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Assistência

Atende 42 especialidades médicas e 23 programas em alta complexidade. Possui um Programa de Transplante credenciado no Sistema Nacional de Transplante do Ministério da Saúde, para transplantar rim, fígado, córnea e medula óssea. Tem capacidade instalada atual de 250 leitos, com potencial para até 450 leitos ativos, na dependência do resgate de áreas não utilizadas e investimento em recursos humanos. Realiza por mês cerca de 20 mil consultas ambulatoriais, 450 cirurgias, e 700 internações.

Ensino

Recebe estudantes de graduação das diversas unidades acadêmicas da UFRJ. Por ano, oferece 200 novas vagas para o Programa de Residência Médica e 31 vagas para Residência Multiprofissional em Saúde. Campo de treinamento e formação de 1.795 alunos de graduação e pós-graduação, além de 333 residentes. A Residência Médica do HUCFF é uma das mais procuradas do país. O concurso para 2012 teve 2.230 candidatos inscritos para 206 vagas. Entre os cursos mais procurados estão o de Clínica Médica e Cirurgia Geral.

Pesquisa

O HUCFF abriga importantes laboratórios onde são desenvolvidas produções científicas e publicação de artigos. As recentes conquistas no setor de pesquisa são uma prova de que o hospital tem levado a sério o compromisso de garantir mais qualidade de vida a seus pacientes. É conhecido como um dos principais pólos de produção e disseminação de conhecimento saúde no estado e no país, além de conquistar crescente projeção internacional.