ProHArt representa o HUCFF e ganha prêmios

Médicos e professores do Programa de Hipertensão Arterial (ProHArt), vinculado ao Serviço de Clínica Médica do HUCFF, participaram de dois Congressos no mês de abril. A professora Elizabeth Muxfeldt falou sobre Hipertensão Resistente em sua conferência “La Actualidad em Hipertensión Resistente” no Congresso Argentino de Hipertensão, que aconteceu entre os dias 12 e 14, em Buenos Aires.
Já no 35º Congresso da SOCERJ, que aconteceu no Rio de Janeiro, entre os dias 11 e 13 de abril, o aluno Bruno Dussoni recebeu o prêmio de 3º lugar da Iniciação Científica e o Dr Arthur Cortez foi premiado pelo 2º lugar em pesquisa clínica.
_______________________
O Programa de Hipertensão Arterial (ProHArt), foi criado em abril 1999, a partir de uma demanda da Secretaria Municipal de Saúde para atendimento ao hipertenso grave. Instalado no SME 3º andar, trata-se de um Programa que reúne assistência ambulatorial, pesquisa clínica, ensino de graduação (iniciação científica) e pós-graduação (residência médica, mestrados e doutorado).
O público-alvo são os pacientes portadores de hipertensão arterial resistente que necessitam de uma abordagem diagnóstica e terapêutica diferenciada.

Fotos: (01) Professora Elizabeth Muxfeldt, (02) Bruno Dussoni, (03)Dr Arthur Cortez, (04) Dr Christian Nejm Roderjan concorrendo ao melhor trabalho de pesquisa clínica, (05) Poster Dr. Bernardo Chedier e (06) Poster Drª Aline Hollanda.

prohart  2prohart  1prohart  7prohart  4prohart  5prohart  6

Direção do HUCFF homenageia funcionárias que estão se aposentando

Nesta sexta-feira (3), duas servidoras do Hospital que estão se aposentando receberam homenagem do diretor, Profº Eduardo Côrtes, pelos anos de serviços prestados.

A enfermeira Esther Francisca da Silva se despede do HUCFF após 38 anos de dedicação e cuidados dos pacientes, 30 deles, trabalhando no setor de doenças infecciosas. “É uma vida. Mesmo diante das dificuldades, tive a sorte de trabalhar com uma equipe maravilhosa por anos”, destacou Esther.

IMG 4175 para o site

O Prof. Eduardo Côrtes parabenizou Esther dizendo que a profissional é um exemplo a ser seguido pelas novas gerações de enfermeiras: “Desejo a quem está começando nessa profissão que a emoção e amor aos cuidados com os pacientes nunca sejam perdidos”, completou.

Após 30 anos de serviços prestados ao Serviço de Ginecologia do HUCCF, a profª Juraci Ghiaroni se aposenta e celebra o legado deixado ao ensino da área. “Minha história com a UFRJ e HUCFF tem 39 anos. Me formei, fiz residência e dediquei três décadas de serviços aqui”, comemora.

IMG 4187 para o site

O diretor do HUCFF parabenizou a carreira da Profª Juraci e o trabalho realizado com os futuros ginecologistas. “A instituição tem muito a agradecer aos profissionais que se doam ao serviço e às gerações de alunos que são treinados aqui”, disse.

Diretora da Divisão Médica do HUCFF comemora aniversário

A Diretora da Divisão Médica e diretora-geral substituta do HUCFF, Drª Miriam Maia, foi homenageada com uma confraternização pelo dia de seu aniversário.

confraternização

Encontro leva informação e troca de experiência entre os pacientes

aaehNo dia 16/05 comemora-se o Dia de Conscientização do Angioedema Hereditário, e o Serviço de Imunologia Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (HUCFF/UFRJ) promoveu um encontro, no dia 17/05, com seus pacientes e entidades que colaboram com a divulgação de informações sobre a doença. A Abranghe (Associação Brasileira de Portadores de Angioedema Hereditário) reúne portadores de AEH para, entre outras coisas, orientar e informar sobre a doença. Já a AFAG (Associação dos Familiares, Amigos e Portadores de Doenças Graves) defende juridicamente os direitos dos portadores, informando sobre processos e encaminhamentos neste segmento.
AEH ainda não tem cura, mas é possível tratar os sintomas e fazer o controle com medicamentos.
Essa reunião é uma forma de divulgarmos a doença e tirarmos dúvidas dos pacientes", esclarece Solange Valle, chefe do Serviço de Imunologia do HUCFF, que possui 150 pacientes em tratamento no ambulatório que funciona segunda e terça-feira, pela manhã, no 2º andar da unidade.

O que é?
O Angioedema Hereditário (AEH) é uma doença genética cujos portadores apresentam episódios recorrentes e espontâneos de inchaço em várias partes do corpo, como pés, mãos, face, língua, laringe, genitais, mucosas do trato intestinais e outros órgãos internos. O AEH é desencadeado por traumas físicos (pequenos machucados, batidas locais, picadas de inseto, movimentos repetitivos, atritos com roupas e acessórios, exercícios que estressam a musculatura) ou emocionais (situações de medo, ansiedade, angústia e tristeza).

Nota sobre falta de energia em 08/05

HU-Tony

Editado em 09/05 às 17h:

Após instabilidades ao longo do dia (09/05) a energia do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (HUCFF / UFRJ) foi totalmente normalizado às 16h30. 
Para amanhã o atendimento ambulatorial está normalizado e não há cirurgias agendadas.
Segundo a Divisão de Engenharia do HUCFF a causa foi "um isolador dos disjuntores que comprometia a ativação dos demais".

 

*Reveja*
O abastecimento de energia no prédio do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (HUCFF / UFRJ) ficou comprometido na manhã desta terça -feira (08) devido a um problema externo com transformador da Light, responsável pelo fornecimento de energia desta área na Ilha do Fundão. O incidente aconteceu por voltas das 7h.
Apesar do imprevisto o Centro Cirúrgico, CTI e Emergência funcionaram, ao longo do dia, com geradores. Por não haver cirurgias de emergência, as cirurgias eletivas agendadas para hoje (08) foram canceladas por volta das 12h - por medidas de segurança - já que não havia previsão de retorno da energia.
O atendimento ambulatorial foi represado e aquelas consultas que não necessitavam de luz foram mantidas.
A Divisão de Engenharia do HUCFF trabalhou ao longo do dia para detectar o problema. O abastecimento de energia foi retomado totalmente às 18h.
"Quando a Light restabeleceu a energia, às 11h, nosso disjuntor sinalizou uma instabilidade. Iniciamos então uma busca para detectar a origem do problema e religar por completo o sistema" disse o diretor da Divisão de Engenharia, João Roberto Nunes.

*Imprevisto na madrugada*
Por volta das 3h houve uma instabilidade nos disjuntores e parte do hospital ficou sem energia. Seguindo o protocolo, CTI, Emergência e Centro Cirúrgico funcionaram com geradores. 
Por volta de 12h30 outra parte do abastecimento foi retomado. Centro Cirúrgico, CTI e Emergência passaram a funcionar com energia própria sem geradores. Bem como subsolo até o terceiro andar.

Os pacientes ambulatoriais foram atendidos dentro do possível. Aqueles cujo o atendimento estava comprometido foram remarcados. Pela instabilidade de ontem, não houve cirurgias marcadas para hoje.

Assistência

Atende 42 especialidades médicas e 23 programas em alta complexidade. Possui um Programa de Transplante credenciado no Sistema Nacional de Transplante do Ministério da Saúde, para transplantar rim, fígado, córnea e medula óssea. Tem capacidade instalada atual de 250 leitos, com potencial para até 450 leitos ativos, na dependência do resgate de áreas não utilizadas e investimento em recursos humanos. Realiza por mês cerca de 20 mil consultas ambulatoriais, 450 cirurgias, e 700 internações.

Ensino

Recebe estudantes de graduação das diversas unidades acadêmicas da UFRJ. Por ano, oferece 200 novas vagas para o Programa de Residência Médica e 31 vagas para Residência Multiprofissional em Saúde. Campo de treinamento e formação de 1.795 alunos de graduação e pós-graduação, além de 333 residentes. A Residência Médica do HUCFF é uma das mais procuradas do país. O concurso para 2012 teve 2.230 candidatos inscritos para 206 vagas. Entre os cursos mais procurados estão o de Clínica Médica e Cirurgia Geral.

Pesquisa

O HUCFF abriga importantes laboratórios onde são desenvolvidas produções científicas e publicação de artigos. As recentes conquistas no setor de pesquisa são uma prova de que o hospital tem levado a sério o compromisso de garantir mais qualidade de vida a seus pacientes. É conhecido como um dos principais pólos de produção e disseminação de conhecimento saúde no estado e no país, além de conquistar crescente projeção internacional.