Direção do HUCFF homenageia funcionárias que estão se aposentando

Nesta sexta-feira (3), duas servidoras do Hospital que estão se aposentando receberam homenagem do diretor, Profº Eduardo Côrtes, pelos anos de serviços prestados.

A enfermeira Esther Francisca da Silva se despede do HUCFF após 38 anos de dedicação e cuidados dos pacientes, 30 deles, trabalhando no setor de doenças infecciosas. “É uma vida. Mesmo diante das dificuldades, tive a sorte de trabalhar com uma equipe maravilhosa por anos”, destacou Esther.

IMG 4175 para o site

O Prof. Eduardo Côrtes parabenizou Esther dizendo que a profissional é um exemplo a ser seguido pelas novas gerações de enfermeiras: “Desejo a quem está começando nessa profissão que a emoção e amor aos cuidados com os pacientes nunca sejam perdidos”, completou.

Após 30 anos de serviços prestados ao Serviço de Ginecologia do HUCCF, a profª Juraci Ghiaroni se aposenta e celebra o legado deixado ao ensino da área. “Minha história com a UFRJ e HUCFF tem 39 anos. Me formei, fiz residência e dediquei três décadas de serviços aqui”, comemora.

IMG 4187 para o site

O diretor do HUCFF parabenizou a carreira da Profª Juraci e o trabalho realizado com os futuros ginecologistas. “A instituição tem muito a agradecer aos profissionais que se doam ao serviço e às gerações de alunos que são treinados aqui”, disse.

Diretora da Divisão Médica do HUCFF comemora aniversário

A Diretora da Divisão Médica e diretora-geral substituta do HUCFF, Drª Miriam Maia, foi homenageada com uma confraternização pelo dia de seu aniversário.

confraternização

Neurocirurgia do HUCFF aumenta número de atendimentos em 2016

Planejamento e otimização de recursos são, nas palavras do chefe do Serviço de Neurocirurgia do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (HUCFF), Dr. Carlos Lima, os responsáveis pelos bons números de 2016. Em comparação com o ano de 2015, houve um crescimento de cerca de 10% do número de cirurgias realizadas, de 204 para 225. “Considerando que temos apenas quatro leitos destinados à especialidade , é uma grande vitória! Nosso objetivo para 2017 é chegar a 300 cirurgias, número exigido pela Sociedade Brasileira de Neurocirurgia e pelo MEC para manutenção do programa de residência médica”, explica ele que ainda ressalta como conquistas de 2016 o aumento da participação em congressos internacionais, a recomposição da residência, a reorganização dos ambulatórios e a realização de um curso internacional sobre técnicas cirúrgicas avançadas para o tratamento de patologias da coluna vertebral, do qual participaram médicos de diversas partes do país e professores convidados do país e do exterior. Uma nova edição do curso ocorrerá em abril de 2017, no anatômico do Centro de Ciências da Saúde (CCS).

O perfil dos pacientes continua sendo o de portadores de patologias na coluna, “uma predominância não só aqui, mas de forma geral na população”, explica o neurocirurgião. No que se refere às cirurgias, ele destaca a diminuição das reoperações, o aumento das intervenções neurovasculares a partir da aquisição de um microscópio Zeiss/Pentero, comprado graças às emendas parlamentares destinadas ao hospital, e redução do tempo de internação hospitalar. “Assim, conseguimos ser mais efetivos a despeito do número restrito de leitos”, explica.

Outro ponto levantado pelo Dr. Carlos Lima foi a gestão de suprimentos. O serviço se mantém em contato permanente com o almoxarifado para otimizar a realização dos pedidos e evitar as compras emergenciais. “No último dia 7 de fevereiro foi realizado o primeiro processo licitatório do Serviço de Neurocirurgia, contemplando todos os itens necessários para seu funcionamento. Atualmente, temos comprado pouca coisa emergencial, o que também representa uma economia para o HUCFF, já que esse tipo de compra é sempre mais cara do que a licitada”, enfatiza.

Curso de Aperfeiçoamento em Otologia e Otoneurologia do HUCFF

Estão abertas as inscrições para o Curso Teórico-Prático de Aperfeiçoamento em Otologia e Otoneurologia do HUCFF. Para concorrer a uma das duas vagas, é necessário ter residência médica em Otorrinolaringologia e ter realizado o Curso de Dissecação do Osso Temporal da UFRJ.  Os interessados têm até o dia 10 de fevereiro para fazer a inscrição enviando e-mail para O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. . Outras informações através do telefone 3938-3842.

No Dia Mundial Contra o Câncer, HUCFF alerta que tabagismo é um dos principais fatores de risco

O Dia Mundial Contra o Câncer, comemorado em 4 de fevereiro, é uma excelente data para alertar que, embora algumas pessoas tenham predisposição genética a desenvolver a doença, outros podem evitar os fatores de risco e diminuir consideravelmente as chances de desenvolvê-la. Quem explica a relação é o coordenador do Núcleo de Estudos e Tratamento do Tabagismo (NETT) do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (HUCFF), Alberto Araújo. “Consumo de álcool e tabaco aumentam o risco de desencadear o câncer de laringe. No caso do câncer de pulmão, o mais associado ao tabaco, o cigarro é o maior vilão para o aparecimento da doença, sendo responsável por 80% dos casos. No geral, o tabagismo está relacionado a 38% das mortes por câncer em homens e 23% em mulheres”, enumera o pneumologista.

A nicotina, principal substância química que mantém o efeito viciante do cigarro, demora entre seis e nove segundos para chegar aos pulmões, coração e cérebro, gerando a sensação de prazer. Mas esse não é o único componente a prejudicar a saúde. “Em cada tragada, o fumante exala uma mistura tóxica com mais de sete mil substâncias, incluindo 69 classificadas como carcinogênicas pela respeitável Agência Internacional de Pesquisa em Câncer (IARC)”, explica.

O pneumologista lembra, no entanto, que os que largam o vício reduzem significativamente os malefícios. “Se os fumantes têm uma probabilidade 15 vezes maior de morrer por câncer de pulmão, principal causa de morte por câncer em homens e segunda em mulheres, a cada dez anos de abstinência, esse risco reduz para 1/3 ou metade, mesmo em idade avançada”, enfatiza.

Serviço:
Quer parar de fumar? O Núcleo de Estudos e Tratamento do Tabagismo oferece um programa para ajudar o tabagista. Os interessados podem se informar pelo e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ou pelo telefone 3938-2195.

Assistência

Atende 42 especialidades médicas e 23 programas em alta complexidade. Possui um Programa de Transplante credenciado no Sistema Nacional de Transplante do Ministério da Saúde, para transplantar rim, fígado, córnea e medula óssea. Tem capacidade instalada atual de 250 leitos, com potencial para até 450 leitos ativos, na dependência do resgate de áreas não utilizadas e investimento em recursos humanos. Realiza por mês cerca de 20 mil consultas ambulatoriais, 450 cirurgias, e 700 internações.

Ensino

Recebe estudantes de graduação das diversas unidades acadêmicas da UFRJ. Por ano, oferece 200 novas vagas para o Programa de Residência Médica e 31 vagas para Residência Multiprofissional em Saúde. Campo de treinamento e formação de 1.795 alunos de graduação e pós-graduação, além de 333 residentes. A Residência Médica do HUCFF é uma das mais procuradas do país. O concurso para 2012 teve 2.230 candidatos inscritos para 206 vagas. Entre os cursos mais procurados estão o de Clínica Médica e Cirurgia Geral.

Pesquisa

O HUCFF abriga importantes laboratórios onde são desenvolvidas produções científicas e publicação de artigos. As recentes conquistas no setor de pesquisa são uma prova de que o hospital tem levado a sério o compromisso de garantir mais qualidade de vida a seus pacientes. É conhecido como um dos principais pólos de produção e disseminação de conhecimento saúde no estado e no país, além de conquistar crescente projeção internacional.