Direção do HUCFF homenageia funcionárias que estão se aposentando

Nesta sexta-feira (3), duas servidoras do Hospital que estão se aposentando receberam homenagem do diretor, Profº Eduardo Côrtes, pelos anos de serviços prestados.

A enfermeira Esther Francisca da Silva se despede do HUCFF após 38 anos de dedicação e cuidados dos pacientes, 30 deles, trabalhando no setor de doenças infecciosas. “É uma vida. Mesmo diante das dificuldades, tive a sorte de trabalhar com uma equipe maravilhosa por anos”, destacou Esther.

IMG 4175 para o site

O Prof. Eduardo Côrtes parabenizou Esther dizendo que a profissional é um exemplo a ser seguido pelas novas gerações de enfermeiras: “Desejo a quem está começando nessa profissão que a emoção e amor aos cuidados com os pacientes nunca sejam perdidos”, completou.

Após 30 anos de serviços prestados ao Serviço de Ginecologia do HUCCF, a profª Juraci Ghiaroni se aposenta e celebra o legado deixado ao ensino da área. “Minha história com a UFRJ e HUCFF tem 39 anos. Me formei, fiz residência e dediquei três décadas de serviços aqui”, comemora.

IMG 4187 para o site

O diretor do HUCFF parabenizou a carreira da Profª Juraci e o trabalho realizado com os futuros ginecologistas. “A instituição tem muito a agradecer aos profissionais que se doam ao serviço e às gerações de alunos que são treinados aqui”, disse.

Diretora da Divisão Médica do HUCFF comemora aniversário

A Diretora da Divisão Médica e diretora-geral substituta do HUCFF, Drª Miriam Maia, foi homenageada com uma confraternização pelo dia de seu aniversário.

confraternização

Rir é o melhor remédio

O riso faz bem tanto à saúde física quanto à psicológica. Uma boa risada ajuda a aliviar as dores, combate as rugas, melhora a digestão, protege o coração, relaxa e dar uma sensação de bem-estar. No Dia Internacional do Riso, comemorado em 18 de janeiro, listamos seus benefícios para a saúde:

- Provoca a liberação de endorfinas, que promovem uma sensação geral de bem-estar e podem até aliviar a dor. Além de seu efeito anestésico, é um ótimo aliado no combate à depressão, ansiedade e estresse;

- Estimula o sistema imunológico. Reduz a liberação dos hormônios do estresse e aumenta o número de células imunes e anticorpos que combatem as infecções, melhorando assim sua resistência às doenças;

- Protege o coração. Melhora a função dos vasos sanguíneos e aumenta o fluxo sanguíneo, ajudando a proteger contra um ataque cardíaco e outros problemas cardiovasculares;

- Melhora a digestão. Quem nunca riu tanto, ao ponto de ficar com o abdômen dolorido? Isso acontece porque você estimula os músculos desta região quando gargalha. Este estímulo massageia o sistema gastrointestinal, auxiliando a digestão;

- Combate as rugas. Quando uma pessoa sorri, ela movimenta 12 músculos faciais. Ao gargalhar, 24. Ao conversar e gargalhar ao mesmo tempo, essa pessoa movimenta 84 músculos. Trabalhar tantos músculos evita a flacidez e o aparecimento de rugas.

Com tanto poder de curar e renovar, a capacidade de rir com facilidade e grande frequência é um tremendo recurso para superar os problemas, melhorando seus relacionamentos, e dar suporte à saúde física e emocional.

Emergência do HUCFF aumenta número de atendimentos em 2016 é o maior desde 2010

Em 2016, a emergência do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (HUCFF) registrou 10.728 atendimentos, número 18% maior do que o registrado em 2015, que foi de 9.110. Para o chefe do setor, Bernardo Nóbrega de Oliveira, o resultado é reflexo da reestruturação promovida pela atual gestão, iniciada em 2015. “Atualmente, nossos quadros estão completos e todos os médicos são concursados e têm uma qualificação excelente, com residência em clínica médica e mais uma outra especialidade. Ressalto também o grande comprometimento da equipe”, explica o médico que está na emergência desde meados de 2015.

No total, o serviço dispõe de 18 leitos e 12 poltronas para medicação voltados a atender pacientes que já estão sendo atendimentos no HUCFF. “Hoje, não temos emergência de portas abertas, mas apenas destinada aos que já estão tratados no HUCFF. Mas o atendimento é intenso, dada a complexidade dos nossos pacientes”, lembra o chefe do serviço.

Para comprovar essa complexidade, Bernardo ressalta os números do HUCFF comparados com a média de emergências abertas. “A média de internação é de um para cada quatro pacientes atendidos. Nas emergências abertas, esse número é de um para cerca de 20 pacientes”, ressalta.

Mesmo com os bons resultados, o chefe do serviço lembra que tem muitos desafios pela frente. “Estamos aguardando a conclusão de obras de infraestrutura, como a do banheiro usado pelos médicos. Também enfrentamos dificuldades com a manutenção do ar condicionado e, nos horários de pico, é difícil acomodar todo mundo”, explica.

Já o diretor do HUCFF, professor Eduardo Côrtes, comemorou o resultado e frisou a importância da ampliação dos leitos. “Com muito esforço conseguimos reestruturar a equipe e ter a emergência aberta 24 horas por dias, durante toda a semana. Mesmo em condições adversas, essa equipe tem feito um grande trabalho. Agora, precisamos aumentar o número de leitos para dar vazão ao aumento de atendimento”, concluiu.

Confira o número de atendimentos na emergência dos últimos seis anos:

2010 – 7490
2011 - 8131
2012 - 3415
2013 – 4002
2014 – 5754
2015 - 9110

HUCFF RECEBE MAIS DE R$ 7 MILHÕES EM EMENDAS PARLAMENTARES

No final de 2016, o Hospital Universitário Clementino Fraga Filho recebeu R$ 7.651.128,78. Os recursos, provenientes das emendas parlamentares destinadas à instituição, já foram licitados e contribuirão para a melhoria do atendimento aos pacientes.

Entre os destaques, a compra de um intensificador de imagem radiológico, uma ressonância magnética, um aparelho de um ultrassonografia, um audiômetro e um tomógrafo, além de outros materiais para o hospital. “Além de serem equipamentos modernos, a aquisição vai reduzir a fila de espera, já que temos apenas um tomógrafo e uma ressonância”, comemora o diretor, professor Eduardo Côrtes.

Para conseguir verbas para a reestruturação do HUCFF, o diretor, desde 2015, vem dialogando com parlamentares do Rio de Janeiro, mostrando a necessidade de investimentos na unidade. “Todos os parlamentares que procuramos se mostram sensíveis à causa do HUCFF e dispostos a ajudar, pois reconhecem que temos uma importância fundamental para a saúde e o ensino no estado. Esses recursos estão permitindo a reestruturação do Hospital e a melhoria não só do atendimento aos pacientes, mas do ensino dos nossos alunos, tradicionalmente reconhecidos entre os mais qualificados”, concluiu.

Assistência

Atende 42 especialidades médicas e 23 programas em alta complexidade. Possui um Programa de Transplante credenciado no Sistema Nacional de Transplante do Ministério da Saúde, para transplantar rim, fígado, córnea e medula óssea. Tem capacidade instalada atual de 250 leitos, com potencial para até 450 leitos ativos, na dependência do resgate de áreas não utilizadas e investimento em recursos humanos. Realiza por mês cerca de 20 mil consultas ambulatoriais, 450 cirurgias, e 700 internações.

Ensino

Recebe estudantes de graduação das diversas unidades acadêmicas da UFRJ. Por ano, oferece 200 novas vagas para o Programa de Residência Médica e 31 vagas para Residência Multiprofissional em Saúde. Campo de treinamento e formação de 1.795 alunos de graduação e pós-graduação, além de 333 residentes. A Residência Médica do HUCFF é uma das mais procuradas do país. O concurso para 2012 teve 2.230 candidatos inscritos para 206 vagas. Entre os cursos mais procurados estão o de Clínica Médica e Cirurgia Geral.

Pesquisa

O HUCFF abriga importantes laboratórios onde são desenvolvidas produções científicas e publicação de artigos. As recentes conquistas no setor de pesquisa são uma prova de que o hospital tem levado a sério o compromisso de garantir mais qualidade de vida a seus pacientes. É conhecido como um dos principais pólos de produção e disseminação de conhecimento saúde no estado e no país, além de conquistar crescente projeção internacional.