Clínica Médica

A Clínica Médica (CM), também chamada de Medicina Interna, é a especialidade que trata de pacientes adultos com problemas de saúde que não necessitem de cirurgia ou cuja natureza ainda não tenha sido diagnosticada.

O Serviço de CM do HUCFF engloba ainda os setores de Geriatria, SACC (Setor de Assistência Clínico-cirúgica) e Clínica de Dor e os Programas de Hipertensão Arterial (ProHart), Diabetes e Colagenoses. Todas as áreas de atuação, setores e programas possuem atividades assistenciais e acadêmicas. Alguns deles realizam também atividades de pesquisa.

Contamos com os seguintes Programas de Residência: CM, CM – Área de Atuação (R3) e Geriatria.

A secretaria do Serviço está localizada no nono andar do Hospital Universitário (sala 9E 24).

Programa de Hipertensão Arterial - ProHArt

prohatrO Programa de Hipertensão Arterial, vinculado ao Serviço de Clínica Médica do HUCFF, foi criado em abril 1999, a partir de uma demanda da Secretaria Municipal de Saúde para atendimento ao hipertenso grave.

Instalado no SME 3º andar, trata-se de um Programa que reúne assistência ambulatorial, pesquisa clínica, ensino de graduação (iniciação científica) e pós-graduação (residência médica, mestrados e doutorado).

O público-alvo são os pacientes portadores de hipertensão arterial resistente que necessitam de uma abordagem diagnóstica e terapêutica diferenciada.

A estrutura física e equipamentos do ProHArt tiveram o apoio financeiro da FINEP, Petrobrás, CNPq e FAPERJ.

Atualmente contamos com uma ampla infraestrutura no Setor de Métodos Especiais do HUCFF com os seguintes equipamentos:

  •  8 monitores digitais de pressão arterial Omron HEM-907XL
  •  16 aparelhos de MAPA Dyna-MAPA Cardios
  •  20 aparelhos de MRPA Omron HEM-705CPINT
  •  7 aparelhos de Holter CardioFlash+ Cardios.
  •  1 aparelho de ECG GE HealthCare
  •  1 aparelho para medida de velocidade de onda de pulso Complior
  •  1 aparelho para medida de velocidade de onda de pulso Sphygmocor

Equipe do ProHArt:

Prof. Gil Salles – Prof. Titular de Clínica Médica e Coordenador do Programa
Prof. Elizabeth Muxfeldt – Doutora em Clínica Médica
Dr. Roberto Fiszman - Doutor em Clínica Médica
Dr. Fábio de Souza - Mestre em Clínica Médica
Dr. Victor Margallo - Mestrando em Clínica Médica
Enfermeira Bianca Botelho Viegas
Enfermeira Fernanda Oliveira Carvalho Carlos
Técnica de enfermagem e técnica de MAPA: Rosilda Soares
Secretária: Leila Raposo Cotta

http://www.prohart.hucff.ufrj.br/

 

Laboratório de Polissonografia - LabSono

 

 

sonoO LabSONO foi inaugurado em 2011 pelo grupo de médicos pesquisadores do Programa de Hipertensão Arterial – ProHArt, com apoio financeiro da FINEP.

O laboratório conta com 4 leitos equipados para realização da polissonografia e titulação de CPAP, com polígrafos BrainNet BNT Poli, onde são realizados exames diariamente. A polissonografia é o padrão ouro para diagnóstico de Síndrome de Apneia do Sono.

O LabSONO também conta com uma Clínica de CPAP para acompanhamento dos pacientes portadores da Síndrome de Apneia do Sono, em uso deste equipamento.

Laboratório de Microcirculação – LabMICRO

microO Laboratório de Microcirculação foi criado em 2011 pelo grupo de médicos pesquisadores do Programa de Hipertensão Arterial – ProHArt, com apoio financeiro da FAPERJ.
O laboratório, situado no SME – 3º andar, tem como médico responsável pelos exames o Prof. Nivaldo Ribeiro Villela do Serviço de Anestesiologia.
O estudo da microcirculação vem se desenvolvendo nos últimos anos, porém ainda encontra-se no âmbito da pesquisa e não de assistência.

No laboratório realizamos os seguintes exames:
1 – Avaliação ultrassonográfica da Dilatação Mediada pelo Fluxo (DMF) da artéria braquial que avalia a disfunção endotelial. Sabe-se que a disfunção endotelial avaliada na artéria braquial correlaciona-se com a detectada na artéria coronária. É considerado um preditor de eventos cardiovasculares.
2 – Avaliação pletismográfica do antebraço após hiperemia reativa para estudo do fluxo sanguíneo microvascular. A disfunção microvascular avaliada por este método emerge como um preditor de risco cardiovascular e inflamação sistêmica.
3 – Laser Doppler – avaliação da reatividade microvascular após injeção de acetilcolina (Ach) e nitroprussiato de sódio (NPS). Este procedimento faz a mensuração do fluxo microcirculatório na pele, sendo um método validado para o estudo da disfunção microvascular sistêmica que está associado a vários marcadores de risco cardiovascular.

O Laboratório da Microcirculação é um importante núcleo de pesquisa clínica, oferecendo treinamento para alunos de graduação e pós-graduação através das suas linhas de pesquisa em hipertensão arterial resistente.
Para a realização desses exames, o LabMICRO conta com um Pletismógrafo Hokanson AI6 e com um Sistema Doppler PeriScan PIM 3.

 

Setor de Geriatria

 

Logo Geriatria HUCFF-UFRJ 50

O programa de Geriatria da UFRJ é um programa interdisciplinar, que se propõe a atender indivíduos mais velhos com risco de perda funcional, ou seja, com risco de perder sua capacidade de autodeterminação e autocuidado.

Para isto, conta com um corpo clínico constituído de Médicos Geriatras com Título pela Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia, Mestrado e Doutorado, Enfermeiros com especialização em Gerontologia, Assistentes Sociais especializados em Gerontologia, Neuropsicólogos, Fisioterapeutas, Apoio do Serviço de Medicina Física e Reabilitação da UFRJ e Psicólogos. Seu programa tem interfaces com os Serviços de Clínica Médica, Enfermagem, Medicina Física e Reabilitação, Serviço Social, Psiquiatria e Psicologia.

O programa oferece residência medica em Geriatria e Gerontologia, com parcerias com a Casa Gerontológica da Aeronáutica e em outras instituições estrangeiras e no Brasil.

São oferecidos serviços de atendimento ambulatorial, de Avaliação Funcional do Idoso, Ambulatório de Cognição e Demências, Ambulatório de Adesão Terapêutica, Ambulatório de Reabilitação Funcional, Ambulatório de Pós Alta Hospitalar. Também contamos com enfermarias de Geriatria e um Programa de Pós Graduação Latu Sensu de Residência Médica em Geriatria. São atendidos cerca de 800 pacientes por mês e oferecidos programas de apoio aos cuidadores e familiares, com um grupo de cuidadores de pacientes portadores de demências, que se reúnem uma vez a cada 15 dias, sob a supervisão de profissional de Serviço Social, para troca de experiências. Também contamos com um programa de condicionamento físico para indivíduos sob risco de quedas e dependência funcional, sob supervisão do Serviço de Medicina Física e Reabilitação da UFRJ.

O encaminhamento ao Programa se dá através de pareceres internos do HUCFF e do programa de Referências e Contra Referências do Município do Rio de Janeiro.

Equipe do Programa de Geriatria:

• Rodrigo Bernardo Serafim - Coordenador Geral do Setor, Professor Assistente e Chefe de Enfermaria

• Cláudia de Abreu Costa – Coordenadora do Programa de Residência e Supervisora de Ambulatórios

• Vitor Bastos Rodrigues Maia – preceptor de residentes nos ambulatórios

• Aline Saraiva da Silva Correia - preceptor de residentes nos ambulatórios e na unidade de internação

• Ana Cristina Bruno Franzoi – Supervisora Ambulatório de Reabilitação

• Cláudia Corrêa – Neuropsicologia

• Eliza Ambrósio – Serviço Social

• Andreia Trindade – Serviço Social

• Elizabeth Pinto – Enfermagem

 

Diabetes Mellitus

 

Logo DMt2 30 Dentro da perspectiva do HU de buscar um perfil de assistência que melhor se adapte ao seu papel de formador de recursos humanos, e prestador de serviços diferenciados de alta complexidade, foi criado  em 2004, pelo Serviço de Clínica Médica, o Programa de Diabetes tipo 2, com a finalidade de preencher uma importante lacuna na assistência ao paciente diabético que necessita de uma abordagem diagnóstica e terapêutica diferenciada. Sua equipe é multidisciplinar e visa contribuir para a melhoria da qualidade da assistência prestada aos pacientes em acompanhamento nos serviços de saúde da rede básica do Município do RJ.

Instalado no SME 3º andar, trata-se de um Programa que reúne assistência ambulatorial, pesquisa clínica, ensino de graduação (iniciação científica) e pós-graduação (residência médica, mestrados e doutorado).

A estrutura física e equipamentos são comuns ao Programa de Hipertensão Arterial (ProHArt) e ao Programa do Diabetes Tipo 2,  tiveram o apoio financeiro da FINEP, Petrobrás, CNPq e FAPERJ.

Atualmente contamos com uma ampla infraestrutura no Setor de Métodos Especiais do HUCFF com os seguintes equipamentos:

  • •8 monitores digitais de pressão arterial Omron HEM-907XL
  • •16 aparelhos de MAPA Dyna-MAPA Cardios
  • •20 aparelhos de MRPA Omron HEM-705CPINT
  • •7 aparelhos de Holter CardioFlash+ Cardios.
  • •1 aparelho de ECG GE HealthCare
  • •1 aparelho para medida de velocidade de onda de pulso Complior
  • •1 aparelho para medida de velocidade de onda de pulso Sphygmocor

Equipe do Programa de Diabetes Mellitus Tipo 2:

  • •Prof. Claudia RL Cardoso –  Professora Associada- Coordenadora do Programa
  • •Prof. Gil Salles – Prof. Titular de Clínica Médica
  • •Dra. Nathalie C Leite- Médica do Serviço- Doutora em Clínica Médica
  • •Dr. Marcel Treptow Ferreira- Doutorando em Clínica Médica
  • •Fernanda de Sousa Marinho –  Professora Assistente de terapia Ocupacional e doutoranda em Clínica Medica
  • •Dr. Raphael Mendes - Mestrando em Clínica Médica
  • •Enfermeira Bianca Botelho Viegas
  • •Enfermeira Fernanda Oliveira Carvalho Carlos
  • •Técnica de enfermagem e técnica de MAPA: Rosilda Soares
  • •Secretária: Leila Raposo Cotta

  

SACC (Setor de Assistência Clínico-cirúrgica)

O Setor de Assistência Clínico-Cirúrgica é responsável pela realização de risco cirúrgico de pacientes internados, acompanhamento das intercorrências clínicas dos pacientes cirúrgicos e pelo treinamento de residentes e internos em avaliação pré-operatória. É um importante setor do serviço Clínica Médica, tanto para a assistência aos pacientes quanto para a formação de pessoal qualificado. Consideramos essa qualificação de grande importância para o clínico e um diferencial para o nosso residente. 

 

Programa de Colagenose

O HUCFF é considerado referência no Rio de Janeiro para Doenças do Colágeno e possui profissionais qualificados e com grande experiência no tratamento dessas doenças. A equipe do programa atua em parceria com a Reumatologia nos ambulatórios de Doenças do Colágeno, no acompanhamento de pacientes ambulatoriais e internados e no ensino e treinamento de alunos e residentes. 

 

Programa de Residência em Clínica Médica

O programa de Residência em Clínica Médica baseia-se no treinamento em serviço com atividades práticas que estimulam o residente a se responsabilizar progressivamente pelo cuidado dos pacientes e a desenvolver o raciocínio clínico e a capacidade de tomar decisões.

Há grande valorização do atendimento ambulatorial. Os residentes possuem ambulatório próprio de Clínica Médica nos dois anos do programa, com duas agendas semanais no primeiro ano de residência e uma no segundo. O R2 frequenta, ainda, ambulatórios de outras especialidades clínicas e dos programas especiais da CM (HAS, DM, Geriatria e Colagenose ).

Também se estimula o treinamento no atendimento a pacientes graves com rodízios nos setores de UTI, emergência e também no plantão geral.

O Serviço de Clínica Médica também possui setor específico de suporte às especialidades cirúrgicas com treinamento dos residentes na realização de risco cirúrgico e no atendimento pré e pós-operatório.

As atividades teóricas são voltadas para a discussão de casos clínicos, a atualização do conhecimento médico, o desenvolvimento do pensamento crítico e a formação ética. 

 

Programa de Residência em Clínica Médica - Área de atuação (R3)

O programa de Residência em Clínica Médica – Área de Atuação oferece um ano adicional de treinamento (R3) a residentes que já concluíram a Residência em Clínica Médica. O Programa é baseado no treinamento em serviço com atividades práticas que estimulam o residente a se responsabilizar pelo cuidado dos pacientes e a desenvolver o raciocínio clínico e a capacidade de tomar decisões.

O R3 exerce a função de líder da enfermaria de Clínica Médica orientando outros residentes, internos e alunos sob a supervisão de um Tutor. Essa atividade também possibilita desenvolver a capacidade de liderar uma equipe médica e de orientar grupos de alunos, estimulando o residente a atuar como preceptor em hospital de ensino no futuro.

As atividades teóricas são voltadas para a discussão de casos clínicos, a atualização do conhecimento médico, o desenvolvimento do pensamento crítico e a formação ética. 

 

Programa de Residência em Geriatria e Gerontologia

O Setor de Geriatria oferece Residência Médica no HUCFF com parcerias com a Casa Gerontológica da Aeronáutica e outras instituições no Brasil e no exterior. 

Assistência

Atende 42 especialidades médicas e 23 programas em alta complexidade. Possui um Programa de Transplante credenciado no Sistema Nacional de Transplante do Ministério da Saúde, para transplantar rim, fígado, córnea e medula óssea. Tem capacidade instalada atual de 250 leitos, com potencial para até 450 leitos ativos, na dependência do resgate de áreas não utilizadas e investimento em recursos humanos. Realiza por mês cerca de 20 mil consultas ambulatoriais, 450 cirurgias, e 700 internações.

Ensino

Recebe estudantes de graduação das diversas unidades acadêmicas da UFRJ. Por ano, oferece 200 novas vagas para o Programa de Residência Médica e 31 vagas para Residência Multiprofissional em Saúde. Campo de treinamento e formação de 1.795 alunos de graduação e pós-graduação, além de 333 residentes. A Residência Médica do HUCFF é uma das mais procuradas do país. O concurso para 2012 teve 2.230 candidatos inscritos para 206 vagas. Entre os cursos mais procurados estão o de Clínica Médica e Cirurgia Geral.

Pesquisa

O HUCFF abriga importantes laboratórios onde são desenvolvidas produções científicas e publicação de artigos. As recentes conquistas no setor de pesquisa são uma prova de que o hospital tem levado a sério o compromisso de garantir mais qualidade de vida a seus pacientes. É conhecido como um dos principais pólos de produção e disseminação de conhecimento saúde no estado e no país, além de conquistar crescente projeção internacional.